Artistas

Joana Amendoeira

“Foi com enorme alegria que recebi o convite do Rodrigo para integrar este lindíssimo projecto “Brincar aos Fados”. No tema “A vida como ela é”, canto sobre a saudade, um sentimento tão complexo e abrangente, e que ao mesmo tempo tanto define a alma dos portugueses. Foi um grande desafio pegar nas palavras escritas pelo Tiago, que de uma forma tão simples explica aos mais pequenos o que é a saudade.

A abordagem na interpretação de um fado que queremos que chegue às crianças foi algo novo para mim e que me deu uma sensação muito gratificante. Penso que os fados deste disco chegarão directamente ao coração e entendimento das crianças que os ouvirem e serão uma base muito importante nos alicerces de aprendizagem do Fado, uma vez que cada letra terá a música de um fado tradicional.

Estou também convicta que estes fados farão parte do repertório das muitas crianças que despertam cedo para o canto do Fado. Neste sentido, é também por isto uma excelente iniciativa que irá continuar a perpetuar o Fado como património oral e imaterial da Humanidade.”

A VIDA COMO ELA É

Fado: Três Bairros
Música: Casimiro Ramos
Letra: Tiago Torres da Silva
Voz: Joana Amendoeira

Quando se tem pouca idade
Só se percebe a saudade
Se espreitamos à janela
E ao vermos a mãe partir
Só pensamos em fugir
Pra baixo das saias dela

Saudade é ter que ir prá cama
Após vestir o pijama
E sonhar com temporais
Mas por ter medo do escuro
Ir num passinho inseguro
Dormir prá cama dos pais

É estar com gripe ou anginas
Encharcado em aspirinas
E saber que os companheiros
Lá foram jogar à bola
No campeonato da escola
Mas não foram os primeiros

É o brinquedo estragado
É o sapato apertado
Que já não cabe no pé
É tudo o que ao ir embora
Nos obriga a ver agora
A vida como ela é